Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

dear cinema

Críticas simples e curtas.

I Love You, Man (2009)

por rita ralha, em 01.08.09

Uma comédia genuinamente divertida, com piadas parvas e referências actuais qb.

Para quem gosta dos filmes de Judd Apatow (The 40 year old virgin, Knocked up) e de How I Met.

****

The Young Victoria (2009)

por rita ralha, em 20.07.09

Emily Blunt brilha fortemente e ofusca o pequeno namorado da Deus-Keira-Que-Ela-Não-Deixe-de-Comer Knightley aka Rupert Friend e o seu hediondo fake sotaque alemão, neste filme que de potencial tinha imenso, mas que de qualidade concreta e palpável saiu magro (direi, aliás, quase tão magro como a namorada do Rup).

Numa frase: podia ter sido muito bom, saiu eehhh...

***

Harry Potter and the Half-Blood Prince (2009)

por rita ralha, em 19.07.09
De vez em quando chega um livro extremamente interessante, com personagens trabalhadas e divertidas e aventuras complicadas e obscuras. De vez quando esse livro é transformado num filme e sai algo quase melhor e muito superior a quaisquer expectativas que se pudessem ter formado.

Assim é o Harry Potter 6. Com um argumento altamente divertido, actores que melhoram ano após ano e reflectem sem qualquer imperfeição as características das Senhoras Personagens que interpretam, efeitos visuais incrivelmente estimulantes e um perfeito encaixe dos momentos mais negros que na saga vão surgindo, este filme merece um forte aplauso e uma vénia de corcunda.

Agradará até aos fãs mais exigentes.

*****

The Hangover (2009)

por rita ralha, em 15.07.09

Aqui está um daqueles filmes que é tão divertido e tem tanta piada, que qualquer parte menos boa que possa haver é completamente esquecida. Argumento hilariante. Actores e personagens perfeitinhas. É incrível como ainda há gente que consegue pegar em temas mais que vistos e revistos e, mesmo assim, fazer algo brilhante e genuinamente interessante.

Numa frase: fixe, fixe, fixe!****

Coco Avant Chanel (2009)

por rita ralha, em 29.06.09

Este filme é o melhor bombom da caixa. Aquela delícia de praliné perdida entre as bolas de vómito castanhas de café e licôr.

Ver o desenrolar da jovem vida de Coco Chanel é simplesmente divinal, graças à sua marcada e irreverente personalidade e a uma Audrey Tautou perfeitamente encaixada no papel. As personagens são poucas, mas suficientes e interessantes. O argumento alcança um horizonte temporal curto, mas suficiente e muito interessante.

Pensamento inevitável no final do filme: oh não! quero mais!

Digno de uma segunda ida ao cinema. Brávô!

*****

Terminator Salvation (2009)

por rita ralha, em 09.06.09

Que dizer sobre um filme recheadinho de Christian Bale e da sua voz eternamente Batman-like? Gostei. Gostei de voltar à continuação da antiga história e, no geral, estive sempre bastante entretida. No entanto, parece-me inevitável não pensar nos 3 filmes anteriores, nomeadamente nos dois primeiros, e ver que nestes as personagens foram mais desenvolvidas e, apesar de serem filmes de máquinas e lutas com máquinas, sentia-se que a componente humana estava a ser muito bem explorada. Já neste último filme, a história é demasiado dominada pela guerra - embora, este fosse o seguimento inevitável, claro - sendo os escassos humanos meros peões.

Não desilude, mas também não faz cair da cadeira.

***/**** (mais a cair para o ***)

Chacun son Cinéma (2007)

por rita ralha, em 01.06.09
Chacun son Cinéma, filme criado para celebrar os 60 anos do Festival de Cannes, que reune 33 filmes de 3 minutos cada. Perspectivas diversas, mas não muito distantes umas das outras. É uma autêntica caixa de bombons. Uns médios, uns com licôr (ugh) e outros muito, muito docinhos!

Destaque especial para os filmes muito divertidos de David Cronenberg, Lars Von Trier e Manuel de Oliveira (sim, ele).

No geral, uma experiência agradável (especialmente por ter sido free of charge:p)

****

Star Trek (2009)

por rita ralha, em 29.05.09

Excelente adaptação? Não sei, nunca vi séries ou filmes anteriores.

Bom filme? Bastante emoção? Excelentes visuais? Humor pertinente e qb? Sensação de too much? Sim, sim, sim, sim e não.

Uma das provas práticas derradeiras de que um filme é bom é o tempo passar e chegarmos ao fim sem ter dado por isso.
Excelentes visuais, humor qb e mt pertinente e um acolhedor welcoming a novos fãs

Um acolhedor welcoming a novos fãs. Recomendo (para quem gostar do género, of course, não é Sofi?)

 

**** (***** dentro do género)

Angels and Demons (2009)

por rita ralha, em 20.05.09

Pude respirar de alívio, mas apenas por 2 ou 3 segundos. Este é um filme claramente superior à assassinada adaptaçao de The Da Vinci Code, mas é impossível negar que certos aspectos negativos permanecem inalterados: a sensação contínua de aula de história, a fraqueza da co-protagonista feminina e a inevitável pressa de contar a história essencial, perdendo muito do que torna os livros de Dan Brown tão bons dentro do género. Será culpa do argumento e/ou realização? ou simplesmente da complexidade de eventos dos seus livros? "Nos por cá" ficamos à espera do The Lost Symbol para tirar as dúvidas!

***

Nota: em caso de incerteza, vejam, porque o Ewan vale bem os 5 euros.

Wolverine (2009)

por rita ralha, em 12.05.09

Quem sabe se não serei suavemente chacinada por ir dizer bem de um filme sobre o qual todos os críticos cuspiram?

Como inculta do universo Marvel, não tinha qualquer pista sobre o que teria o Wolverine andado a fazer enquanto era jovem. Entrei na sala, estive bastante entretida, vi doses adequadas de: efeitos especiais, novas personagens, pitadas de romance, gracinhas e garras afiadas. Não fui blown away, é certo, nem morria se não tivesse visto o filme, mas lá que foi satisfeita a curiosidade de descobrir o passado, isso não o nego.

Satisfará certamente a malta comicamente soft.

***/****