Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

dear cinema

Críticas simples e curtas.

Where the Wild Things Are (2009)

por rita ralha, em 29.01.10

Spike Jonze construiu uma fábula visualmente impressionante (cenários, luz, movimento, carinhas e gestos dos monstros... soberbos!), que fará, possivelmente, muita gente ver ideias e teorias. Que ideias e teorias? Isso dependerá da perspectiva.

Talvez digam que a imaginação é o escapatório perfeito para alcançarmos aquilo que não conseguimos obter no mundo real. Talvez digam que por mais que tentemos bloquear as coisas tristes, elas estarão sempre presentes, num momento ou noutro (no real ou no imaginário). Talvez digam que todos precisamos de um momento de rebeldia e aventura e que isso pode até trazer-nos perspectiva.

Um bom filme, para mim, não me deixa indiferente e faz-me ir para casa com alguma coisa nova. O que é que levei de novo? Ainda estou a descobrir. Por enquanto sei só que Spike Jonze fez um bom filme.

8/10