Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

dear cinema

Críticas simples e curtas.

Spectre (2015) aka muito BOOM!, mas pouco WHOA!

por rita ralha, em 10.11.15

Bond_Mexico.jpg

 

Prescrutando a minha mente (com espaço reduzido e com conhecimento apenas de umas três mãos-cheias de filmes 007), não me recordo de algum outro Bond em que as revelações fossem tantas ou tivessem um potencial de impacto tão elevado como neste filme.

 

É difícil elaborar sem referenciar partes do filme (algo que vai contra a minha religião), por isso direi apenas que senti que certas piadas tiveram um pézinho de ridículo (o que causa aquela sensação triste de nos apercebemos de que o filme não está a conseguir absorver toda a nossa atenção), que as típicas revelações que acontecem num filme deste género foram muito sequenciais e relaxadas (cadê aquele momento final ohmeudeus, não acredito!?) e que o impacto de boa parte delas sobre o Bond devia ter sido mais bem explorado, tornando o filme numa viagem profunda e pessoal da sua vida. 

 

Um filme cheio de potencial, mas desaproveitado em virtude de um argumento fraco e subdesenvolvido. 

 

6/10